Português

A importância da família no processo de inclusão de pessoas com deficiência intelectual

A importância da família no processo de inclusão de pessoas com deficiência intelectual

Orientador: João Monteiro Vasconcelos
Autor Principal: Rosana Moura de Oliveira
Coautor: Cíntia Raquel de Lima; Daiane Alves Lima

O presente trabalho tem como objetivo mostrar como é importante a atuação de familiares de pessoas com deficiência intelectual no processo de inclusão destes. A experiência de realizar um encontro entre familiares e responsáveis dos integrantes da oficina Aprendendo a Viver com Acessibilidade (AVA) e facilitadores comprometidos em desenvolver as atividades surgiu a partir da demanda de aproximar familiares e profissionais para que a inclusão dos participantes da oficina se efetivasse. A oficina surgiu em 2008 e, atualmente, é composta por pessoas, em sua maioria, com deficiência intelectual que se preparam para entrar no mercado de trabalho ou já estão nele inclusas e precisam de acompanhamento. É um grupo do Laboratório de Inclusão, setor da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS). Os dois semestres do ano de 2016 foram de observação e intervenções aplicadas pelas facilitadoras, que decidiram que a melhor metodologia foi a de proporcionar esse encontro. Foi uma oportunidade bastante proveitosa de conhecer e interagir com aqueles que mais estão presentes na vida dos participantes da AVA e obtivemos resultados positivos: progresso no comportamento da família e dos incluídos. Concluímos que as famílias precisam muito mais do que apoio e informação, mas também de novas formas de olhar a pessoa com deficiência intelectual, em sua fase adulta, para apoiar sua autonomia, dando-lhe, assim, qualidade de vida.

Palavras-chave: Relato de experiência. Oficina AVA. Pessoas com deficiência. Deficiência intelectual.