Português

Analisar a inclusão social de pessoas com transtorno do espectro do autismo/tea no centro integrado de reabilitação de maracanaú

Analisar a inclusão social de pessoas com transtorno do espectro do autismo/tea no centro integrado de reabilitação de maracanaú

Autor Principal: Mayara Érika Rodrigues da Silva
Co-Autor: Aline Braúna dos Santos, Josevan Bevilaqua Soares
Orientador: Francisca Edinalda Lima dos Santos

Compreender o Transtorno do Espectro Autista (TEA), na sociedade atual, é uma temática complexa, visto que, há falta de conhecimento, preconceitos e estereótipos para com as pessoas autistas. Temos como objetivo geral deste trabalho de conclusão de curso: compreender em que consiste a inclusão social das pessoas com transtorno do espectro do autismo/ TEA que fazem parte do Centro Integrado de Reabilitação de Maracanaú-Ce-CIRM. Como objetivos específicos: refletir como se dá o processo de inclusão social de pessoas com TEA; discorrer sobre o transtorno do espectro autista ao longo dos tempos; e identificar os limites e possibilidades encontrados pelas famílias das pessoas com autismo, na sociedade. A presente pesquisa é do tipo exploratória, com abordagem qualitativa. Observou-se nas falas de algumas mães, o quanto elas desejam que o autismo venha a ser mais conhecido, para que os preconceitos sejam rompidos e que a ajuda na coletividade seja alcançada, mostrando, portanto, que o autismo não é uma coisa de outro mundo. Conclui-se  a importância de falar sobre o Transtorno do Espectro Autista, buscando romper com os preconceitos e estereótipos postos a essa questão, mostrando o quanto podemos viver com as diferenças e o quanto devemos respeitá-las, dando a garantia de cada um se desenvolver.

Palavras-chave: Autismo. Inclusão. Família. Preconceito.