Português

Avaliação de aplicações para usuários com transtorno do espectro autista

Avaliação de aplicações para usuários com transtorno do espectro autista

Autor principal: Bárbara Feijão Rodrigues
Co-autor: Anna Beatriz dos Santos Marques
Orientador: Marília Soares Mendes 

Pesquisas buscam entender e propor intervenções que auxiliem no desenvolvimento de habilidades afetadas pelo autismo (Naoe, 2012). Sonza et. al. (2013) afirma que é necessário pensar nos princípios de usabilidade e acessibilidade no desenvolvimento de software acessível. Neste contexto, está sendo conduzida uma pesquisa em um projeto de extensão da UFC Campus Russas intitulado “Projeto e desenvolvimento de sistemas acessíveis para o município de Russas”.

O objetivo geral deste estudo é investigar a experiência dos usuários (UX) autistas avaliando a usabilidade e acessibilidade de aplicativos desenvolvidos. Os objetivos específicos são: (i) caracterizar a UX de autistas com aplicativos desenvolvidos para este público; (ii) contribuir com recomendações para o desenvolvimento de novos aplicativos no projeto de extensão.

As seguintes etapas compõem essa pesquisa: (1) estudo de trabalhos relacionados; (2) pesquisas sobre o público alvo; (3) avaliação dos aplicativos com especialistas e com usuários autistas; (4) análise dos dados sobre a UX. Como resultados preliminares, os aplicativos foram identificados, entrevistas foram conduzidas com profissionais de Educação Especial da cidade de Russas e avaliações dos aplicativos foram realizadas por especialistas em usabilidade. Notou-se que existem problemas de usabilidade que podem afetar a UX de autistas e serão necessárias melhorias antes de avaliar os aplicativos com o referido público alvo.

Palavras-Chave: Transtorno do espectro autista (TEA), experiência do usuário (UX), avaliação de aplicações