Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Secretaria de Acessibilidade

Área do conteúdo

Sentindo a Química: Propagação do Ensino de Química em Grupos com Deficientes Visuais

Sentindo a Química: Propagação do Ensino de Química em Grupos com Deficientes Visuais

Orientador: Nilce Viana Gramosa Pompeu de Sousa Brasil
Autor Principal: Sarah Brenda Ferreira dos Santos
Coautor: Aline Teixeira dos Santos e José Francisco Gomes Costa

O ensino de Química tem sido socializado de maneira tradicional e surte o efeito desejado para as formas de avaliações de conhecimento na atualidade, entretanto, quando se trata de deficientes visuais torna-se necessário a criação metodologias adequadas para que o aprendizado ocorra de modo efetivo. Diante da problemática explanada, o presente trabalho foi realizado com objetivo conceber a estudantes com deficiência visual a aquisição de conhecimentos químicos por meio da exposição à experimentação. A pesquisa foi realizada no Instituto Hélio Góes, uma escola da rede privada mantida pela Sociedade de Assistência aos Cegos – SAC. As aulas foram aplicadas no 9° ano do ensino fundamental, utilizando o tema “A Química dos Perfumes” para contextualizar os conceitos de misturas e métodos de separações de misturas. A metodologia foi dividida em diferentes etapas, dentre elas: realização de aulas de fundamentação dos conceitos básicos de química com experimentação (nesse ponto, foi feita uma vivência ao ambiente acadêmico da Universidade Federal do Ceará, com tal vivência sendo aplicada aos conhecimentos teóricos expostos com experimentação a fim de se construir um elo entre universidade/escola). Os resultados mostram que a metodologia aplicada tornou o aprendizado de química mais eficaz, colaborando para o desenvolvimento de novas percepções acerca do ensino de Química e as aplicabilidades de tais conceitos no em seu cotidiano.

Palavras-chave: Inclusão; Química; Deficientes Visuais

Acessar Ir para o topo